1 de março de 2013

Entrevista com Priscilla Assis de Mello - Patologista



1. Qual seu nome e ano de conclusão de curso?
 
R: Me chamo Priscilla Assis de Mello e me formei em 2005 pela UniFMU SP.

 
2. Fale um pouco sobre sua experiência profissional.

R: Eu realizei estágios na aréa de patologia clinica desde o 1 ano da graduação, meu enfoque sempre foi matérias relacionadas á citologia, histologia, parasitologia, microbiologia e hematologia. Tive experiência na área de pequenos animais atuando na clínica médica por 4 anos na área de dermatologia ao mesmo tempo que atuava na patologia. Hoje atuo somente na Patologia Clinica, sou responsável pelo serviço de Laboratório Clinico num Hospital Veterinário de SP.

 
3. Qual sua área de atuação hoje?

R: Exclusivamente patologia clinica veterinária

 
4. O que você gosta e o que não gosta nesta área?

R: O que eu mais gosto é a descoberta de um mundo invisivel a olho nu, a rotina, o silêncio que conforta de um laboratório. Gosto desta tranquilidade e desse mundo. O que eu não gosto é do contato pequeno com os animais. Na minha área o contato é apenas durante a coleta, isto é o lado ruim.

 
5. Se sente realizada no que faz hoje? Pretende mudar algo?

R: Completamente.Quero um  microscópio novo kkkk..
 

6. Já pensou em mudar de profissão? Se sim, por quê?

R: Mudar não.. Já pensei em ter mais uma , gostaria de fazer Biomedicina, mas essa ideia já foi  descartada..

 
7. Muitos jovens tem usado como critério para a escolha do curso Medicina Veterinária, o fato de gostarem muito de animais. Você considera que essa seja uma boa razão? O que mais pode-se saber antes de optar pelo curso?

R: Na verdade essa razão é extremamente lúdica e filosófica. Não se pode basear a escolha da profissão em sentimentos somente. Precisa ter a razão atuando junto. Quem quer Veterinária precisa amar ciência acima de qualquer coisa, precisa gostar de Medicina e ainda gostar de estudar muito e lembrar que muitas vezes não temos fins de semana e feriados.. Isto precisa estar claro ao estudante. Eu acho que todos deveriam fazer um estágio na área antes de entrar na faculdade.
 
 
8. Quais disciplinas do curso faria novamente e por quê?

 
R: Faria Citologia, Histologia, Bioquímica, Parasitologia, Microbiologia, Imunologia e Laboratório Clinico. Ia aproveitar mais as informações hoje que na época estudei.

 
9. O que hoje você vê que poderia ter feito diferente enquanto cursava a Medicina Veterinária?

R: Eu acho que fiz tudo que gostaria.. Eu decidi logo a área que mais gostava e trilhei um caminho ainda na Universidade.

 
10. Qual ou quais deficiências o curso Medicina Veterinária apresenta em sua opinião? (Independente da Instituição).

R:Acredito que faltam mais matérias relacionadas a outras áreas que aquelas de Clinica Médica. Acho que hoje o enfoque é muito grande para essa área e os recém formados acabam se preparando só para isso e as outras áreas são esquecidas. Acho que o curso atual deveria chamar medicina de pequenos animais e não veterinária. Isto me preocupa..

 
11. Que conselhos você da aos que estão ingressando agora no curso e aos que estão entrando no mercado de trabalho?

R: Aos que estão estrando que estudem com todo seu esforço e aproveitem ao máximo as aulas.. Que tenham muito respeito pelo animais mortos para estudo da anatomia. Aos recém formados que se especializem.. Que escolham uma área e sejam bons nela.


12. A patologia não é uma das áreas favoritas dos estudantes de med vet, por essa razão, a quantidade de profissionais nesta área da veterinária acaba sendo escassa. Que conselhos você daria aos estudantes que pretendem seguir na patologia?

R: Que venham fazer parte dessa família... Precisamos de mais profissionais.. A patologia é tudo de bom!!!!!!!!!!


13. Quais livros você recomendaria para os colegas de área? Por quê?

R: Recomedo todos que Jessica comentou no blog... São bem legais e valem a pena o investimento.


14. O que você diria que faz um laboratório veterinário ser ruim e o que faz um laboratório veterinário ser excelente?

R: O que faz ser bom é a responsabilidade do executante dos exames, o modo como este  se dedica.. E ruim é a falta de responsabilidade do mesmo!


15. Que dica você daria aos clínicos na hora de enviar material para processamento em laboratório?

R: Tomar cuidado com as alterações pré analíticas como preparo do paciente, coleta e armazenamento da amostra.


Para entrar em Contato com Priscilla: 


__________________________________________________________________________________

O LabMedVet agradece a participação desta excelente profissional e sua contribuição com nossos queridos leitores!

Obrigada !
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...