24 de setembro de 2013

Mistérios sobre Coceiras e Alergias em Animais Domésticos

Seu animal está se coçando há tanto tempo que você já nem sabe mais o que fazer? Já o levou em três ou cinco médicos veterinários, cada um passou um tratamento, um medicamento diferente e nada da coceira melhorar?
Vale lembrar aqui que coceira não é sinônimo só de fungo, só de bactéria, só de ectoparasita ou só de alergia...cada caso, é um caso...se o tratamento não está funcionando, reconsidere o diagnóstico...

Bem, senhores, alguns pontos devem ser analisados...


1. Em relação ao proprietário:

- Antes de levar o animal para ser examinado em clínica, o senhor ou a senhora, tem aplicado medicamentos nos pelos e pele do animal? Se sim, pare de fazer isso...está atrapalhando o trabalho do clínico veterinário!

- Se o senhor mudou a ração do animal, aplicou medicamentos mesmo que por conta própria, não vacinou, notou comportamentos estranhos no animal, mas continua ocultando essas informações do clínico porque acha que ele vai te "dar bronca"...Pare...você está atrapalhando o trabalho do clínico veterinário!

- Se ele está se coçando desde dia 20 de janeiro, não diga que isso começou dia 12 de setembro...mentiras não ajudam a tratar seu animal.

- Levou em outro veterinário e fez outro tratamento antes? Não interessa quem foi o veterinário, a partir do momento que você levou o animal em outro veterinário, informe a ele somente qual tratamento e com qual medicamento foi realizado...não é de interesse do profissional criticar o colega (ao menos não deveria ser por questões éticas).

- Se o médico veterinário te disser para fazer medicamento X, tantas vezes por dia, tantos dias no mês, questione, se informe o motivo, mas faça...não pare quando você julgar que já foi suficiente nem quando suas amigas ou amigos disserem que já foi o bastante...seu colega da escola não é especialista no seu animal!

- Dó, não resolve o problema...o médico veterinário, sim...se o problema existe, busque tratamento, animais também sofrem...faça por eles o que gostaria que fizessem por você!

- Colar Elizabetano ou como gostam de chamar..."cone da vergonha", não é brincadeira nem abajur...se o médico veterinário te disser para colocar no seu animal e não tirar, faça isso...você não vai querer seu animal ingerindo medicamentos que podem fazer com que ele fique ainda pior, não é?

- Do mesmo modo que nem todo médico resolve seu problema de primeira, nem todo médico veterinário resolverá o problema do seu animal de primeira...é direito seu procurar um outro veterinário, mas lembre-se que ás vezes, duas ou mais tentativas são necessárias até que se encontre uma solução para o problema!


2. Em relação ao clínico veterinário:

- O senhor está colhendo a amostra corretamente? Não duvido da sua capacidade nem do seu trabalho...mas verifique no manual do laboratório veterinário se está colhendo da maneira correta o material a ser analisado!

- O senhor confia no laboratório veterinário para onde envia suas amostras? Conhece quem realiza as análises, se a pessoa realmente tem conhecimento sobre o que está fazendo?

- Laboratório humano tem médico, biomédico, bioquímico e farmacêutico fazendo as análises...laboratório veterinário, tem veterinário...favor enviar a amostra animal, para o especialista animal analisar...cada espécie possui peculiaridades que os seres humanos não possuem...

- Jamais critique seu colega de profissão para os outros...se seu trabalho é bom, parabéns para você!

- Se um tratamento não deu certo, colha novamente a amostra e reenvie ao laboratório...peça nova análise...erros podem acontecer, como eu disse acima, material errado gera resultado errado!

- Nem sempre sua suspeita estará correta, portanto, se o laboratório veterinário descartar a mesma, colha amostras diferentes, tente confirmar ou descartar novas suspeitas!

- Se o laboratório veterinário disser que o animal está com agente X ou Z, confirme...se você não tiver conhecimento sobre, pesquise! Se achar que o laboratório errou, solicite nova análise!

- Se o tratamento não estiver funcionando, converse com o seu cliente sobre as possíveis razões, caso contrário, ele vai sair da sua clínica criticando sua falta de interesse e atenção pelo animal dele para todos os seus colegas de profissão...Se você explicar 3 vezes e ele não entender, revise a forma como está se dirigindo a ele...provavelmente você não está sabendo usar palavras adequadas ao nível de conhecimento dele!

- O vet que analisa suas amostras, tem direito a ter dúvidas também, assim como você, portanto, caso ele peça mais 3 dias para confirmar algo, não reclame nem cause perturbação...melhor um resultado correto 3 dias depois, do que um duvidoso só para atender sua pressa...

- Se já começou a aplicar algum medicamento no animal, informe ao laboratório vet!


3. Em relação ao laboratório que realiza as análises:

- Se for laboratório humano...já pare por aí...se existe laboratório veterinário, é porque existem diferenças nas análises, logo, não queira fazer as coisas de forma errada!

- Se quem analisa a amostra não for médico veterinário, a chance de erros já sobe muito...se for um vet especialista, perfeito! Se não for especialista, está na hora de começar a se dedicar mais e procurar algum curso complementar...fotos de livros nem sempre são cópias da realidade...por incrível que pareça...

- Dúvidas devem ser tiradas antes de liberar o laudo e não depois...então se não tiver certeza do que está vendo ou não, não libere laudo...peça mais prazo ou encaminhe para quem pode te auxiliar na análise sem perigo de erro!

- Oriente seus clientes sobre como colher determinadas amostras, principalmente as para análise bacteriológico, fúngica e parasitológica...são as que normalmente vem armazenadas incorretamente ou com quantidade insuficiente de amostra...ou ainda, amostra errada...

- Questione o clínico sobre o uso de medicamentos no animal, sempre!

____________________________________________________________________________________
Até logo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...